Conheça a Região / Notícias Imobiliárias

PASSO A PASSO PARA FINANCIAMENTO HABITACIONAL




Imagem

O sonho da casa própria, ou a vontade de começar a investir em imóveis, faz parte da vida de várias pessoas. Para ambos os objetivos, muitas vezes um financiamento imobiliário pode vir a ser necessário.


1. Contratação
Primeiramente, a maioria dos bancos irá requisitar a aprovação do seu cadastro, assim como uma aprovação de crédito.

O segundo passo seria a avaliação do imóvel pelos bancos, assim como a documentação dos vendedores e outros possíveis documentos.
A partir da análise dessas avaliações, é possível que os bancos repassem a melhor opção de crédito para o seu financiamento. Assim que você aceitar a proposta de financiamento, o próximo passo a ser tomado é a validação da documentação necessária e assinatura do contrato. Depois disso, pronto: o imóvel será seu!
Porém, para contratar os serviços, algumas condições são necessárias:
2. Condições
  • Ter nacionalidade Brasileira ou visto permanente;
  • Ter 18 anos ou mais (emancipados com 16 anos completos também estão aptos a realizar um financiamento);
  • Possuir capacidade civil;
  • Possuir capacidade de pagamento;
  • O imóvel desejado deve estar localizado no município (ou nos municípios limítrofes/ integrantes da mesma região metropolitana) onde se exerce atividade laboral principal ou em que se comprove residência há mais de um ano.
3. Tipos de Renda
Uma das partes mais importantes no processo de um financiamento é a comprovação de renda, já que é através dela que serão calculados todos os valores do seu financiamento, como valor da prestação, da taxa de juros, do prazo e outros mais.
Dessa forma, quanto maior for a renda comprovada, mais alta será a taxa de juros aplicada, assim como, maior será o valor limite do bem a ser financiado. A recíproca é verdadeira e quanto menor a renda comprovada, menor a taxa de juros e o valor limite do imóvel. Muitos bancos consideram a Renda Familiar na hora da declaração, ou seja, juntam as rendas de todos as pessoas que moram na casa como se fossem uma só. Além disso, há um limite, chamado de Regra dos 30%, que te impede de comprometer mais do que 30% da renda com a prestação de um financiamento.
Dessa forma, é importante levar em consideração a renda familiar, já que, declarando uma renda (total) mais alta significa conseguir assumir uma prestação maior, resultando em um financiamento de maior valor. Entenda melhor os tipos de renda aqui!
4. Documentos necessários
Assim como comentamos no primeiro tópico, além da comprovação, um dos passos para a aprovação do seu financiamento, será a entrega dos documentos necessários.
Não apenas os compradores, mas os vendedores também deverão cumprir com alguns documentos. Documentos do imóvel também podem ser requeridos.
Pessoa Física
  • Documento oficial de identificação (RG e CPF, Carteira de Habilitação, Passaporte etc.);
  • Comprovante de renda atualizado (emitido no máximo há 2 meses);
  • Última declaração de Imposto de Renda, Carteira de Trabalho ou Extrato de FGTS (para utilização do FGTS em parte do pagamento).
  • Certidão de Atualizada de Inteiro teor da Matrícula (Documentação de Imóvel)
  • Créditos: Passo a passo para financiamento habitacional | Z.Blog (zelt.com.br)

Publicado em 01/11/2021


Voltar
Entrar em contato via WhatsApp!